Notícias

Fique por dentro das novidades

Convulsão

Convulsão: O que é, causas e como agir

A convulsão faz parte da rotina de muitas pessoas e afeta milhares delas em todo o Brasil. É uma situação que acontece quando menos se espera e se não for diagnosticada e tratada, pode resultar em morte.

Por isso, é fundamental que as pessoas saibam como lidar com uma situação como essas e como proceder para manter a saúde do colega de trabalho e salvar a vida em crises de convulsão.

Neste artigo, vamos entender tudo sobre o que pode ocasionar a convulsão e o que fazer nestes casos.

O que causa convulsão

A convulsão é uma contratura muscular involuntária do corpo, seja em partes ou no todo, causado por uma atividade elétrica anormal do cérebro em áreas específicas.

Eles podem ser parciais, quando apenas uma parte do cérebro recebe uma descarga de impulsos elétricos totalmente desorganizados, ou generalizados, quando atinge todo o cérebro.

Como agir quando a pessoa tem convulsão

A pessoa com convulsão apresenta contrações involuntárias que faz com que a pessoa fique se debatendo continuamente, causando um enrijecimento muscular e um olhar fixo, como se estivesse paralisado.

A convulsão não costuma avisar quando acontece. Pode ser a qualquer momento, especialmente no horário de trabalho e de repente causa apreensão e medo entre as pessoas.

Mas, o que podemos fazer nesta situação?

Em primeiro lugar, as pessoas precisam manter a calma. Uma ação incorreta pode incorrer lesões para a própria vítima ou para quem está a socorrendo. Dentro das empresas, é necessário que exista um corpo de socorristas para este tipo de situação.

As recomendações são estas:

  • Deite a pessoa de lado para evitar o sufocamento com a saliva ou com o vômito;
  • Afastar qualquer objeto que possa machucar a vítima;
  • Faça uma proteção para a cabeça da pessoa convulsionada;
  • Nunca forçar a abertura da boca da vítima, com risco de acidentes graves ao socorrista.

Como parar a convulsão

A convulsão é uma crise causada pela descarga dos impulsos elétricos no cérebro, como mencionado anteriormente. Quando diagnosticada pelo médico pelos sintomas mais comuns, a pessoa tem um tratamento específico para diminuir as crises. Enquanto isso, o paciente deve informar ao corpo médico da empresa e aos socorristas a patologia.

A convulsão deve ter uma atenção especial dos socorristas, para proteger a vida do paciente e de quem está ao seu redor, nos casos de crises convulsivas. Por isso, é importante que as pessoas saibam os conceitos de suporte básico de vida.

A Dez Emergências oferece o melhor curso de suporte básico de vida, com tudo que precisa saber para salvar vidas. Com profissionais qualificados e experientes na área, saiba todos os procedimentos para ajudar quem tem convulsão a garantir a vida do paciente e na conscientização dos colegas de trabalho.

Entre em contato com a Dez Emergências e ajude a salvar vidas com o curso de suporte básico de vida.

Reprodução: freepik

Continue navegando