Skip to main content

Você já viu alguém sofrendo com uma crise convulsiva? Infelizmente, isso é muito mais comum do que imaginamos e saber como realizar primeiros socorros para convulsão é essencial para ajudar as vítimas.

No artigo de hoje, montamos um guia explicando tudo o que você precisa saber sobre o assunto e ainda reservamos um espaço para falar sobre um serviço que será um forte aliado para a sua qualidade de vida: o médico em casa.

Como identificar uma convulsão

Antes de mais nada, precisamos aprender como identificar uma crise convulsiva, para assim, abordar os primeiros socorros para a convulsão.

O sinal mais comum do problema é físico: o corpo começa a se mexer brusca e descontroladamente. Porém, existem casos em que a pessoa pode apresentar uma convulsão, mas não ter nenhuma contração muscular, uma vez que isso depende da região do cérebro onde as descargas elétricas estão ocorrendo.

Portanto, atente-se a outros sintomas, como:

  • Perda da consciência com desmaio;
  • Aumento da produção de saliva;
  • Perda de controle dos esfíncteres;
  • Olhar ausente ou olhos fixos na parte superior ou lateral.
  • Apatia.

Crise Convulsiva

Primeiros Socorros Convulsão

Na maioria dos casos, as convulsões duram alguns segundos. Porém, já tiveram casos que se estenderam por 2 a 5 minutos.

Por isso, quando falamos em primeiros socorros para convulsão, todo cuidado é pouco!

Veja abaixo o que fazer:

  • Deite a pessoa no chão, para evitar uma queda durante a crise convulsiva;
  • Coloque a pessoa deitada de lado, para evitar que possa se engasgar com a própria língua ou com vômito;
  • Dê espaço para a pessoa, afastando objetos que estejam próximos e que possam causar lesões, como mesas ou cadeiras;
  • Desaperte roupas apertadas, especialmente na região do pescoço, como camisas e gravatas;
  • Mantenha a calma e espere que a crise passe.

Médico em casa

Proteja sua você e sua família com nosso plano Dez Saúde+. Médicos de plantão prontos para te atender a qualquer momento, sem filas de espera! Contamos com nossa central 24h aptas a dar aconselhamento técnico por telefone.

O que causa a convulsão?

As crises convulsivas podem ter diferentes causas. Por exemplo, ela pode surgir por conta de alguma doença como a epilepsia; mas também pode estar relacionada à falta de açúcar no sangue, abstinência de drogas e/ou álcool, e até mesmo devido à alta febre.

É importante reforçar que a convulsão não é grave e não afeta a saúde. Porém, recomendamos a ida ao hospital para investigar a causa da crise e iniciar o tratamento mais adequado – principalmente se a pessoa não tiver nenhum registro de alguma doença que possa causar esse sintoma.

O que não fazer durante os primeiros socorros para convulsão

Para fechar o artigo, vamos falar sobre atitudes que devem ser evitadas durante os primeiros socorros para convulsão:

  • Tentar imobilizar a pessoa ou amarrar os membros, pois pode resultar em fraturas ou outras lesões;
  • Colocar a mão na boca da pessoa, assim como objetos ou panos;
  • Dar de comer ou beber até que a pessoa esteja completamente alerta, mesmo que se desconfie de uma diminuição de açúcar no sangue.

Médico em Casa – A solução para atendimento ágil e eficiente

Ciente de como estamos sujeitos a inúmeros problemas de saúde e, na fase atual, muitos estão inseguros em ir ao hospital, nós da Dez desenvolvemos uma solução muito especial: o serviço de Médico em Casa.

Atendimento Dez - Médico em Casa

A proposta é simples: garantir um atendimento domiciliar ágil para as pessoas no local em que for solicitado. Trata-se de uma ótima forma de proporcionar mais conforto e segurança para a população, uma vez que vivemos períodos tão desafiadores no que diz respeito à área de saúde.

O que achou do nosso artigo sobre Primeiros Socorros para Convulsão? Aproveite e confira as outras matérias em nosso blog para ficar por dentro dos principais temas de saúde.

Nos vemos no próximo artigo!

Não espere mais, fale com um dos nossos consultores hoje.

As melhores soluções para a segurança de família ou empresa.

2 Comentários

Deixar um comentário