Notícias

Fique por dentro das novidades

saúde do idoso

Saúde do Idoso exige medidas eficazes para promover bem-estar

A Saúde do Idoso já é uma preocupação em nosso país e passará a ser cada vez mais discutida nos próximos anos, pois a tendência é de ter um aumento considerável de pessoas com mais de 60 anos no Brasil.

Diante do envelhecimento evidente da população brasileira é preciso compreender os parâmetros que regem a atenção à saúde do idoso, as características dessa fase da vida, como deve ser a alimentação, as patologias mais comuns e como envelhecer de forma saudável.

Principais patologias do Idoso

Sabemos que envelhecer tende a deixar as pessoas mais vulneráveis às doenças. Para que seja possível alinhar o envelhecimento com a saúde da pessoa idosa é necessário agir com fatores preventivos, bem como tratar as patologias já diagnosticadas a fim de proporcionar mais qualidade de vida.

Fizemos uma lista com base nas informações divulgadas pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Entenda a AVD

A OPAS define o quanto alguém consegue ter autonomia em Atividades de Vida Diária (AVD). Com base nela é possível traçar quais medidas de saúde um idoso precisa para garantir bem-estar a ele.

A AVD é dividida em:

  • Independência: Todas as atividades são realizadas sem a ajuda de terceiros.
  • Semi-independência: A pessoa necessita de auxílio para tomar banho e vestir a roupa.
  • Dependência incompleta: Além de depender de alguém para o banho e vestir a roupa, a pessoa pode ter incontinência urinária.
  • Dependência completa: Precisa de alguém para realizar todas as atividades.

Instabilidade postural

Perder o equilíbrio pode se tornar mais frequente e afetar diretamente a saúde do idoso. O mesmo documento da OPAS aponta que as quedas representam 30% dos acidentes com idosos, e são a sexta causa de morte das pessoas nessa faixa etária.

Imobilidade

ISAACS, em 1969, definiu que imobilidade é toda e qualquer limitação que impeça o movimento natural das pessoas.

Essa paralisação compromete diretamente a qualidade de vida dos idosos porque passam a ser mais vulneráveis a criarem sentimentos de incapacidade, bem como podem desenvolver:

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Entre outras doenças psíquicas.

Incontinência urinária

Pode atingir entre 30 a 60% dos idosos, mas não é uma consequência natural da velhice, pelo contrário, representa uma alteração das funções que desequilibra o organismo e precisa ter os devidos acompanhamentos médicos.

Ser idoso e saudável é possível

Cuidar da saúde começa cedo. O ideal é ter uma vida saudável ao longo de toda a vida para que a velhice possa ser uma fase tão prazerosa como as outras. Para isso, vale a pena investir tempo em:

  • Ter uma alimentação mais saudável;
  • Praticar exercícios físicos com frequência;
  • Conviver mais com a família/amigos;
  • Ter momentos de lazer.

De 8% a 16% da população idoso pode desenvolver depressão pelo fato de não ter mais autonomia em suas vidas. Prevenir esse quadro é possível.

Alimentação

Os alimentos são responsáveis por levar os nutrientes que o nosso corpo não consegue produzir sozinho.

Por exemplo: Ingerir frutas, verduras, leguminosas, grãos, entre outros alimentos saudáveis torna o organismo mais resistente.

Para que esses alimentos possam contribuir com a saúde do idoso é importante fazer um check-up e ter um cardápio elaborado por um nutricionista para atender as necessidades individuais de cada pessoa, além disso vale a pena investir em produtos orgânicos e menos industrializados.

Exercícios Físicos

Respeitando as limitações do idoso, a prática de exercícios físicos é recomendada para agregar mais qualidade de vida, melhoras significativas no controle da pressão arterial, cardiovascular e respiratória.

Lazer

Foi se o tempo em que o idoso era visto como alguém que passava o dia todo em casa fazendo crochê ou jogando xadrez.

Longe dessa perspectiva, recomenda-se o contato diário com pessoas da família e amigos para que o idoso possa conversar, bem como ter momentos de lazer como um passeio ao parque, ida ao cinema, shopping, viagens, teatros, musicais etc.

Essas atividades proporcionam momentos prazerosos e que tornam a vida dele mais agradável. Invista tempo para o fazer feliz.

Caso o idoso tenha alguma limitação que exija acompanhamento médico para realizar pequenas, médias e longas viagens, você pode contar com o apoio de uma ambulância particular para buscá-lo, levá-lo e trazê-lo em segurança por meio do serviço de Remoção de Pacientes.

Quero saber mais sobre o serviço de Remoção de Pacientes

VOLTAR